Protocolos Nupen na Fonoaudiologia

FOTOBIOMODULAÇÃO

Analgesia

Aplicação: Pontual sobre a área dolorida.

Os pontos devem ficar equidistantes em cerca de 1,5 cm.

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

Observação: Nos pontos gatilho aumentar ligeiramente a energia.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 6 J

Apojadura

Aplicação: Pontual ao redor de toda a mama com pontos equidistantes em 1,5 cm.

Nos quadrantes inferiores da mama, aplicar com distância de 1 cm entre nos pontos.

Posologia: A cada 24 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Disfagia

Aplicação: Aplicar pontual sobre as laterais da cartilagem tireóide e acima do osso hióideo, irradiando a epiglote (de maneira transcutânea).

Evitar aplicar sobre a tireóide diretamente.

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Disfagia Associada à Radiodermite

Aplicação: Aplicar pontual sobre as laterais da cartilagem tireóide e acima do osso hióideo, irradiando a epiglote (de maneira transcutânea).

Evitar aplicar sobre a tireóide diretamente.

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Dor e Disfunção da ATM

Aplicação: Pontos sobre a região da articulação.

Em caso de trismo, tratar os pontos gatilhos e músculos envolvidos.

Posologia: Aplicar 2 pontos de 2 J em cada ATM.

Aplicações a cada 72 horas, enquanto persistirem os sintomas.

Observações: O laser é aplicado em 2 ou 3 pontos diretamente sobre a ATM.

O uso do laser não dispensa a necessidade de reabilitação oral dos pacientes.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 2 a 4 J

Edema

Aplicação: Aplicar na região lesada e principais linfonodos de cabeça e pescoço responsáveis pela drenagem da zona acometida.

Posologia: A mesma descrita na Técnica de Drenagem de Almeida-Lopes*.

Observações: O laser é aplicado sobre os principais linfonodos palpáveis de cabeça e pescoço.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Estimulação dos Reflexos Orais

Aplicação: Pontual sobre toda a língua arco palatofaríngeo / arco palatoglosso pontos equidistantes em 1,5 cm.

Posologia: A cada 24, 48 ou 72 horas.

  • Emissor: Laser vermelho + infravermelho
  • Energia: 1 a 3 J

Estimulação Gustativa/Repaladarização

Aplicação: Pontual sobre toda a língua com pontos equidistantes em 1,5.

Posologia: A cada 24, 48 ou 72 horas.

  • Emissor: Laser vermelho + infravermelho
  • Energia: 1 a 2 J

Estimulação Olfativa

Aplicação: Pontual intranasal, o mais próximo possível as terminações do nervo olfativo (bulbo olfativo).

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Fissura Mamilar

Aplicação: Aplicar um ponto de vermelho sobre a fissura mamilar.

Aplicar 4 de infravermelho pontos: Norte, sul, leste e oeste sobre a mama.

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

  • Emissor: Laser vermelho e infravermelho
  • Energia: 1 a 2 J

Fissura Mamilar com Candidíase

Aplicação:

  1. Limpeza adequada da área lesionada.
  2. Aplicação de azul de metileno (0,01 % ou 0,005 %).
  3. Esperar de 05 a 10 minutos, tempo de pré-irradiação.
  4. Irradiação pontual com laser vermelho, equidistante em 1,5 cm.
  5. Remoção (optativa) do agente fotosensibilizador.

Posologia: Uma vez por semana.

Observação: Recomenda-se fazer uso da PDT.

  • Emissor: Laser vermelho
  • Energia: 9 J

Hipersensibilidade Intraoral

Aplicação: Aplicar na região de palato mole pontos equidistantes em 1,5 cm.

Posologia: A cada 48 a 72 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 2 a 3 J

Mastite

Aplicação: Pontual ao redor de toda a mama com pontos equidistantes em 1,5 cm.

Nos quadrantes inferiores da mama, aplicar com distância de 1 cm entre os pontos.

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

Observação: Associar a técnica de drenagem linfática Almeida-Lopes* a cada 72 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 2 a 3 J

Mucosite Oral (Prevenção)

Aplicação: Esse tratamento deverá ser totalmente individualizado.

Pontual em toda mucosa jugal, vestíbulo, língua, base da língua e úvula. Pontos equidistantes em 1 cm.

Posologia: A cada 24 horas durante os dias da quimioterapia e radioterapia.

Observações: É imprescindível a autorização do oncologista do paciente.

  • Emissor: Laser vermelho
  • Energia: 1 J

Mucosite Oral (Tratamento)

Aplicação: Pontual em toda a área ulcerada. Pontos equidistantes em 1 cm.

A cada 24 horas durante a existência das ulcerações, associar 2 a 3 J de laser infravermelho no entorno da área afetada para manejo da dor.

Posologia: Esse tratamento deverá ser totalmente individualizado.

Observações: É imprescindível a autorização do oncologista do paciente.

  • Emissor: Laser vermelho
  • Energia: 1 a 2 J

Nevralgia do Trigêmeo

Aplicação: Seguindo todo o trajeto do ramo afetado, diretamente sobre os pontos gatilhos e sobre as regiões de forâmen.

A aplicação é realizada em pontos diretamente sobre o ramo nervoso, equidistantes em 1 cm.

Posologia: O tratamento consiste de cerca de 10 aplicações com intervalos de 72 horas.

O ideal é que nas duas primeiras aplicações a dose (energia) seja menor, cerca de 1 J por ponto de aplicação, aumentando gradualmente até atingir 3 J por ponto na quinta ou sexta sessão.

Observações: É recomendada a prescrição de vitaminas do complexo B durante todo o período de tratamento.

É importante alertar o paciente que o mesmo só sentirá melhora clínica (em média) após a terceira aplicação.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 1 a 4 J

Paralisia Facial de Bell

Aplicação: Seguindo todo o trajeto do nervo facial.

Posologia: O tratamento consiste em aplicações em intervalos de 48 a 72 horas.

Para paralisias agudas utilizar doses mais baixas de energia (1 J a 2 J) e para paralisias crônicas doses mais altas (3 J a 4 J).

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 1 a 4 J

Parestesias

Aplicação: Seguindo todo o trajeto do nervo afetado.

No caso de nervos com vários ramos, aplicar sobre todos os ramos pertencentes ao respectivo par craniano.

Posologia: O tratamento consiste em cerca de 10 aplicações com intervalos de 48 a 72 horas. Nas duas primeiras aplicações a dose (energia) deve ser menor, cerca de 1 J a 2 J por ponto, aumentando gradualmente até atingir 4 J por ponto na quinta ou sexta sessão.

O laser é aplicado pontualmente seguindo todo o ramo afetado, diretamente sobre o ramo nervoso equidistantes em 1,5 cm.

Observação: Recomenda-se a prescrição de vitaminas do complexo B durante todo o período de tratamento.

É importante alertar ao paciente que somente sentirá melhora clínica (em média) após a terceira aplicação e, algumas vezes essa melhora será acompanhada da desagradável sensação clínica de dor ou formigamento.

O paciente poderá relatar forte hiperestesia, alternada com momentos de completa disestesia.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 1 a 4 J

Performance Muscular (Estimulação de Contração)

Aplicação: Técnica pontual, no ventre muscular dos principais músculos diagnosticados com flacidez ou diminuição de tonicidade.

Posologia: Recomenda-se aplicar o laser sempre imediatamente antes da execução do exercício selecionado para o objetivo específico traçado.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 1 a 3 J

Performance Muscular (Estimulação de Relaxamento)

Aplicação: Técnica pontual, no ventre muscular dos principais músculos diagnosticados com rigidez ou aumento de tonicidade.

Posologia: Recomenda-se aplicar o laser sempre imediatamente antes da execução do exercício selecionado para o objetivo específico traçado.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Performance Vocal

Aplicação: Aplicar pontual sobre as laterais da cartilagem tireóide e acima do osso hioide, irradiando a epiglote (de maneira transcutânea).

Posologia: Recomenda-se aplicar o laser sempre imediatamente antes da execução do exercício vocal selecionado.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 1 a 4 J

Pós-Operatório

Aplicação: Para cicatrização por primeira intenção, aplicar pontos sobre a lesão, evitando a sutura.

Para cicatrização por segunda intenção, aplicar pontos ao redor e dentro da lesão.

Pontos equidistantes em 1 cm.

Posologia: A cada 48 ou 72 horas.

Observação: Na presença de dor, associar pontos de 3 a 4 J de laser infravermelho na perilesão.

  • Emissor: Laser vermelho e infravermelho
  • Energia: 1 a 3 J

Refluxo Gastroesofágico (Auxiliar na Disfagia Esofágica)

Aplicação: Pontual sobre esfíncter inferior do esôfago.

Aplicação transcutânea no tecido mole, imediatamente abaixo do processo xifóide do osso esterno (não aplicar diretamente sobre ele).

Posologia: A cada 24 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 6 a 9 J

Sialorréia

Aplicação: Diretamente sobre as glândulas salivares.

Posologia: A dose utilizada nas primeiras 2 aplicações deverá ser de 6 J, perfazendo um total de 4 ou 5 pontos sobre a glândula parótida.

Um único ponto em submandibular e sublingual. A cada 24 a 72 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 6 a 9 J

Tinnitus/Zumbido

Aplicação: Aplicar 3 pontos ao longo do processo mastóideo, com a ponteira angulada em direção ao meato acústico externo e, outros 3 pontos ao longo do processo mastóideo com a ponteira angulada em direção à membrana timpânica.

Posologia: A cada 24 ou 48 horas.

Observação: Recomenda-se ao menos 10 sessões.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 9 J

Trismo

Aplicação: Tratar os pontos gatilhos e músculos envolvidos.

Posologia: A cada 24 ou 48 horas.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 6 J

Xerostomia

Aplicação: Diretamente sobre as glândulas maiores acometidas.

Posologia: As aplicações deverão ser realizadas a cada 96 horas, enquanto perdurar o quadro de xerostomia.

A dose (energia) utilizada nas duas primeiras aplicações deverá ser de 1 J, perfazendo um total de 4 ou 5 pontos sobre a glândula maior sob tratamento.

A partir da terceira aplicação, a dose utilizada passará a ser de 2 J por ponto. Manter pontos equidistantes em 1 cm.

Observações: O laser é indicado não só por prevenir as infecções oportunistas que afetam esses pacientes, mas também para prevenir e tratar a mucosite que invariavelmente acomete estes pacientes.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 2 a 3 J

DRENAGEM LINFÁTICA

Cervicais Inferiores

Aplicação: Ligados aos supraclaviculares drenam indiretamente à porção posterior do couro cabeludo e pescoço, região peitoral superior, parte do braço e eventualmente a porção superior do fígado.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Cervicais Profundos: Cervicais Profundos Médios

Aplicação: Supraglote, seio piriforme.

Área cricóide posterior.

Recebe ainda: linfonodos retrofaríngeos e jugulares superiores.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Cervicais Profundos: Jugulares Profundos Superiores

Aplicação: Pálato mole, amígdala palatina, pilares amigdalianos, porção oral posterior da língua, base da língua seio piriforme e laringe supraglótica.

Recebem ainda os linfonodos das cadeia: retrofaríngeas, espinal acessória, parótida, cervical superficial, submandibular.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema. Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Drenagem de Almeida-Lopes

Técnica:
  1. A técnica aqui descrita visa ativar a drenagem linfática de uma região onde está estabelecido um quadro inflamatório ou infeccioso.
  2. Essa ativação é feita com a ponteira do laser posicionada sobre a cadeia linfonodal responsável pela drenagem da região acometida, com a finalidade de estimular seus linfonodos diretamente.
  3. Recomenda-se a utilização de um laser infravermelho (808 nm).
    Aplica-se dose de energia entre 3 e 5 J em cada linfonodo.
    O número de sessões varia de 2 a 3, com intervalo de dois dias entre as sessões para afecções agudas e 1 vez por semana para infecções crônicas.
  4. O número de sessões variará em função do tempo de duração do quadro inflamatório.

Faciais

Aplicação: Pálpebras, conjuntiva, pele e mucosa do nariz.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema. Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Paratraqueais

Aplicação: Situados ao longo do laríngeo recorrente, drenam a traquéia e o esôfago.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Parotídeos

Aplicação: Base do nariz, pálpebras, pele fronto temporal, conduto auditivo externo, cavidade timpânica.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Parotídeos Profundos

Aplicação: Parede lateral da faringe, nasofaringe e cavidade nasal posteriormente.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Retroauriculares

Aplicação: Porções posteriores do pavilhão auditivo, porção lateral da orelha e pele adjacente da região temporal.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Retrofaríngeos (Tonsilares)

Aplicação: Cavidade nasal posterior e tuba auditiva, hipofaringe e parede da orofaringe.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Submandibulares

Aplicação: Nas infecções ou alterações inflamatórias no soalho da boca, língua, face vestibular do lábio inferior e molares superiores e inferiores.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

Sequência: Cervicais Profundos, Cervicais Superiores e Cervicais Inferiores.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

Supraclaviculares

Aplicação: Eventualmente esôfago cervical e tireóide.

Posologia: Varia de acordo com o tipo e extensão do edema.

Geralmente entre 1 e 2 vezes por semana.

  • Emissor: Laser infravermelho
  • Energia: 3 a 4 J

PDT PARA FONOAUDIOLOGIA

PDT para Fonoaudiologia

Inserção de solução de azul de metileno a 0,01% ou 0,005%.

Espere de 05 a 15 minutos: tempo de pré irradiação.

Irradiação com laser vermelho.

Remoção do agente sensibilizador.

Aplicação: 

  • Limpeza adequada da área lesionada.
  • Aplicação do fotossensibilizador - azul de metileno al 0,01 % o 0,005 %.
  • Esperar de 05 a 10 minutos: tempo de pré-irradiação.
  • Irradiação pontual com laser vermelho, equidistantes em 1,5 cm.
  • Remoção (optativa) do agente fotossensibilizador.

Posologia: Uma vez por semana.

Observações: Recomenda-se fazer o uso da PDT.

  • Emissor: Laser vermelho
  • Energia: 9 J
  • Potência: 100 mW

Fale Conosco

Em breve retornaremos o contato *Campos obrigatórios

Ou utilize os contatos abaixo

Telefone:

+55 16 2107-2318

WhatsApp:

+55 16 99606-2858

E-mail:

contato@nupen.com.br